terça-feira, 29 de Maio de 2012

no budismo tibetano

Buda tailândia
a palavra “refúgio” denota um lugar de segurança ou proteção.
Em essência, o voto de refúgio implica assumirmos o compromisso de
ter sempre uma postura de não causar mal aos outros. Não significa
que, ao tomarmos refúgio, Buda ou algum outro ser iluminado estenda
uma varinha mágica e, de repente, somos transportados para além da
dor e da insatisfação. Em vez disso, somos nós que asseguramos
nossa própria proteção ao lidarmos com a raiz do sofrimento, que
reside em nossos próprios pensamentos e ações nocivas. Se os
reduzirmos pelo uso disciplinado do corpo, da fala e da mente,
evitamos suas consequencias cármicas negativas e assim eliminamos as
causas do sofrimento.”
Chagdud Tulku Rinpoche, “Portões da Prática Budista”
Enviar um comentário